Maps and Metrics

Startup Acelerada

 

 

 


O maior desperdício de recurso que existe é desenvolver e lançar um produto que ninguém quer.






O modo de gerir uma organização estabelecida não é  adequada para gerir uma startup, pois suas necessidades são muito diferentes.

Gerar um “Business Plan” para uma startup não faz sentido, pois ela não possui previsibilidade, uma vez  que, ela não possui nem produto, nem clientes.

Na verdade em uma startup o grande desafio é descobrir  se ela tem clientes dispostos a pagar pelo  produto e/ou serviço ofertado, e se há escalabilidade, ou seja, se é possível conquistar novos clientes rapidamente.

Assim, uma startup deve ser um processo de aprendizado acelerada no qual o foco é testar o modelo de negócio idealizado, uma vez que, este é uma hipótese que precisa comprovada. Como o maior desperdício que existe é desenvolver algo que ninguém quer, o importante é fracassar o mais rápido possível, antes que um montante considerável de recursos tenha sido investido na startup. 

A forma de fazer isto é ir o mais rápido possível ao mercado.

Como? Desenvolvendo um Produto Mínimo Viável (PMV) e submetendo-o ao julgamento implacável dos usuários. Uma métrica precisa ser criada  para controlar o desenvolvimento de clientes e testar a escalabilidade.

Quando as coisas saem erradas nem tudo está perdido, pois em muitos casos é possível pivotar, ou seja, utilizar o aprendizado adquirido para desenvolver e executar um novo modelo de negócio de sucesso.

 

MOD_BREADCRUMBS_HEREHome Startup Acelerada